Provamos e aprovamos… William Fèvre Espino Cabernet Sauvignon 2013

Idas e Vinhas

Espino Cabernet Sauvignon 2013 é mais um excelente vinho
produzido no Chile pelo francês William Fèvre, renomado produtor que se
destaca pelos Premier Cru Chablis, na Borgonha. O projeto no Chile
iniciou-se há 20 anos em sociedade com Victor Pino Torche, cuja família
vem do ramo de mineração e agropecuária. Seus vinhos são considerados pela
crítica especializada como de altíssima qualidade e preços muito corretos. 

Já escrevemos sobre o produtor aqui.

Leia sobre os outros rótulos que já
provamos:
Vamos ao vinho?

Espino Cabernet Sauvignon 2013
D.O Maipo Andes. 13,6% de álcool. 8 meses
em barricas de carvalho não novas e 6 meses em garrafa antes de ser
comercializado.
Cor rubi escuro muito brilhante. No
nariz, apresentou boa variedade de aromas intensos e persistentes. Inicialmente
percebem-se frutas vermelhas e negras maduras (cassis, framboesa, cereja,
amoras, mirtilo), rosas e violetas. À medida que respira na taça, libera aromas
de especiarias (pimenta do reino e canela), café, notas amadeiradas e
refrescantes (menta). Em boca é rico e muito equilibrado. Bom corpo, excelente
acidez, taninos muito elegantes e o álcool bem integrado. Os aromas de boca são
confirmados e o final é longo, intenso e persistente, com fundo de frutas
maduras, flores e especiarias.
Nota IV: 90
Importadora: Domínio Cassis
Pedidos RJ: contato@idasevinhas.com.br

Aproveite pois este vinho está em nosso Wine Club dessa semana e restam poucas unidades.

Ainda não é membro do Idas e Vinhas Wine Club? Clique aqui e se inscreva. É grátis.
Idas e Vinhas

Assista abaixo o vídeo que fizemos sobre o Espino.

Idas e Vinhas® Wine Club / Semana 21 a 28 de Fevereiro – Duo William Fèvre

Acabamos de lançar a campanha da semana 21 a 18 de Fevereiro do Idas e Vinhas® Wine Club! Nossa seleção é um Duo da linha Espino, de William Fèvre.


Já escrevemos sobre o produtor aqui.

Os vinhos escolhidos são equilibrados e elegantes. O Chardonnay Gran Cuvée recebeu 93 pontos do guia Descorchados, e o Pinot Noir é delicado e aromático. 
Acesse AQUI o link da campanha para adquirir os seus exemplares. Tem desconto de 10% para quem levar os dois!!
Leia mais sobre os vinhos:
E ainda dá tempo de garantir os vinhos da campanha do mês – Joias do PiemonteAQUI.
Os vinhos são:
Idas e Vinhas
Ainda não é membro do Wine Club? Inscreva-se gratuitamente AQUI.
Sendo membro do Wine Club, além de ter acesso a ofertas exclusivas, recebe descontos em nossas degustações e eventos.

Provamos e aprovamos… William Fèvre Espino Pinot Noir 2013

Idas e Vinhas

As videiras que produzem as uvas Pinot Noir
para o Espino estão localizadas em uma aldeia em San Juan de Pirque, na
região mais alta do Alto Maipo. Os vinhedos ficam em terraços a
aproximadamente mil metros acima do nível do mar.

A linha Espino, assim chamada em
referência às urtigas e espinhos presentes ao redor e entre as videiras, busca
preservar no vinho o caráter frutado mesmo que passe em barris de carvalho. Aliás,
essa é uma característica que chama a atenção nos vinhos de Fèvre: a madeira é empregada
com sutileza e habilidade.
O Espino Pinot Noir é um vinho elegante
e delicado. Segundo o produtor, é um vinho “feito à mão”. As uvas são maceradas
e fermentadas em tanques abertos de 8000 litros, e pequena parcela do vinho
estagia em carvalho francês por 4 meses.
Conheça mais sobre o produtor aqui.
Vamos ao vinho?
Espino Pinot Noir 2013
100% Pinot Noir, parte do vinho foi amadurecido
em barricas francesas de 225 litros. 13,4% de álcool. Produção de 15.894
garrafas.
Cor vermelho granada de média intensidade. No
nariz apresentou aromas intensos e persistentes de flores (rosas), frutas
vermelhas maduras como morango, cereja e framboesa e um frescor que lembra
menta. Em boca é equilibrado, com excelente acidez, taninos macios e álcool na
medida certa. As frutas vermelhas são confirmadas e a madeira aparece de forma
sutil agregando complexidade ao vinho. Final de boa intensidade e persistência
com retrogosto frutado, refrescante e levemente amadeirado.
Nota IV: 86
Pedidos RJ: contato@idasevinhas.com.br

Provamos e aprovamos… William Fèvre Espino Gran Cuvée Chardonnay 2012

Idas e Vinhas



Descobrimos os vinhos produzidos no Chile por William Fèvre quando iniciamos os
contatos com Wilton Conde, da importadora Domínio Cassis. Já escrevemos
sobre os que provamos até agora (La Misión del Clarillo Cabernet Sauvignon e
Chardonnay, Litlle Quino Sauvignon Blanc e Quino Sauvignon Blanc
) e também já
os apresentamos em degustações. O que temos a dizer é que os vinhos são muito
bons! Muito bem feitos, têm elegância e equilíbrio. A madeira é utilizada com
parcimônia e inteligência, para preservar o frescor e a identidade das uvas e
do terroir.

Os Gran Cuvée da linha Espino produzidos
por William Fèvre no Chile são feitos a partir de um só vinhedo (single
vineyard). As uvas para esse estruturado Chardonnay são provenientes do vinhedo
Punta Almendro, na sub-região Alto Maipo, no sopé dos Andes e a
uma altitude de quase 1000 metros. O clone utilizado veio diretamente da
propriedade na Borgonha que tornou William Fèvre famoso por seus Chablis.
Vamos ao vinho?
Espino Gran Cuvée Chardonnay 2012
100% Chardonnay, 13,8% de álcool. Colheita
manual, 10% do mosto é fermentado em barricas de carvalho francês e o restante
em tanques de aço de 6000 litros. Após a fermentação, o vinho amadurece em
contato com as borras finas entre 5 e 6 meses. Então é filtrado e engarrafado.
Foram produzidas 19.905 garrafas.
De cor amarelo ouro com reflexos dourados. No
nariz, apresenta ampla gama de aromas intensos e persistentes, destacando-se os
florais (lírios), frutados (abacaxi em compota, pêssego e tangerina frescos),
mel, leve amadeirado e sutil mineralidade. Vinho harmônico em boca, com
excelente acidez e álcool integrado. Os aromas são confirmados e se revelam
muito intensos e persistentes. O final é longo, agradavelmente amadeirado, com
fundo de mel e abacaxi em compota. Reflete o cuidado com que é produzido!
Vale a pena provar!
Nota IV: 90
Descorchados 2015: 93
Pedidos RJ: contato@idasevinhas.com.br

Idas e Vinhas

Provamos e aprovamos… William Fèvre La Misión del Clarillo Cabernet Sauvignon Reserva 2012

Idas e Vinhas

A linha La
Misión
(composta por um Cabernet Sauvignon e um Chardonnay)
faz parte do projeto chileno do renomado produtor francês William Fèvre

Hoje abrimos o Cabernet Sauvignon e confirmamos
nossa impressão de que é um projeto muito consistente, de vinhos muito
agradáveis.

Vamos ao vinho?

La
Misión del Clarillo Cabernet Sauvignon Reserva 2012
D.O. Andes, Maipo Valley.
13,4% de álcool. Amadurecimento em carvalho francês de segundo uso por 6 meses.
Cor vermelho rubi com
reflexos granada. No nariz apresentou uma grande variedade de aromas intensos e
persistentes de violetas, ameixas maduras, cassis, groselha e mirtilo,
especiarias (pimenta do reino e canela) e madeira (bem integrada). Médio corpo
em boca, boa acidez, taninos leves e álcool em equilíbrio. Destaque para os aromas
de frutas negras maduras, a pimenta e o leve tostado da madeira. Final bastante
intenso e persistente, com fundo frutado.
Nota IV: 89
Importadora: Domínio Cassis
Vendas no Rio de
Janeiro: contato@idasevinhas.com.br
Idas e Vinhas

Leia os demais posts
que escrevemos sobre os vinhos de William Fèvre:

Provamos e aprovamos… William Fèvre La Misión del Clarillo Chardonnay Reserva 2013

Idas e Vinhas
A
linha La Misión (composta por um Cabernet Sauvignon e um Chardonnay)
faz parte do projeto chileno do renomado produtor francês
William Fèvre.

Bastante reconhecido pelos Chablis
Premier Crus
na Borgonha, William Fèvre vem se consolidando também
no Chile ao longo de 20 anos de dedicação em vinhedos nos Vales do Maipo e Malleco.

Com cuidado e sem pressa, o solo das
propriedades (nas terras altas do Vale do Maipo próximas a Santiago e bem mais ao
sul do país, em Malleco) foi cuidadosamente estudado para que os vinhedos
fossem plantados. Foram necessárias duas décadas para que os resultados
aparecessem, mas parece ter valido a pena. Na versão 2015 do guia Descorchados,
os vinhos foram muito bem avaliados.
A La Misión é uma das linhas produzidas
nos vinhedos do Vale do Maipo (mais precisamente na região de Pirque, no
Alto Maipo – D.O. Andes de acordo com a nova classificação). O Vale do Maipo é a região vinícola mais
conhecida do Chile, e também uma das mais antigas. Ainda se podem encontrar
muitas vinícolas originárias do Século XIX, com suas caves e belos casarões
coloniais. Foi no Maipo que as famílias de maior tradição, muitas das quais com
suas fortunas advindas da mineração, buscaram com as vinícolas uma posição
também de status social.
O La Misión del
Clarillo Chardonnay é um “vinho de montanha”, produzido a partir de vinhedos
entre 500 e 800 metros acima do nível do mar, aos pés da Cordilheira dos Andes.
Vamos
ao vinho?
La
Misión del Clarillo Chardonnay Reserva 2013
D.O.
Andes, Maipo Valley. 14%
de álcool. Amadurecimento em carvalho francês de segundo uso por 4 meses.
Cor amarelo palha com
reflexos dourados. No nariz é muito rico quanto à variedade de aromas. São intensos
e persistentes de flores brancas (lírio, laranjeira e jasmim), abacaxi e maracujá
frescos, camomila, capim limão, mel e leve tostado. Em boca, tem corpo leve
para médio, acidez média e em bom equilíbrio com o álcool. Sobressaem os aromas
florais, cítricos e de mel. Final bastante intenso e persistente, com fundo
cítrico e levemente tostado.
Nota IV: 88
Importadora: Domínio Cassis
Vendas no Rio de
Janeiro: contato@idasevinhas.com.br
Idas e Vinhas

Leia os demais posts
que escrevemos sobre os vinhos de William Fèvre: