Aconteceu… Degustação “Chile em Destaque” na ABS-RJ Flamengo

Idas e Vinhas



No dia 25 de Setembro de 2015 apresentamos a nossa primeira degustação na Associação Brasileira de Sommeliers (ABS-RJ), sede Flamengo.

Idas e Vinhas

O tema escolhido foi “Chile em Destaque” e todos os vinhos fazem parte do portfólio da importadora paulista Domínio Cassis, que representamos no Rio de Janeiro. Os rótulos foram escolhidos em função de suas peculiaridades, seja pela casta empregada, pela forma de vinificar…enfim, nossa intenção foi a de apresentar vinhos interessantes.
William Fèvre Quino 2012 – 92% Sauvignon Blanc e 8% Riesling, (Valle de Malleco), (Melhor mescla branca e 93 pontos Descorchados 2015)
El Viejo Almacén de Sauzal Vigno 2012 – 100% Carignan, (D.O. Valle del Maule), sem adição de sulfitos (92 pontos Descorchados 2015)
Huaso de Sauzal 2013 – 100% País, (D.O. Valle del Maule), sem adição de sulfitos, (Vinícola revelação do ano e 92 pontos Descorchados 2015)
Andes Plateau 700+ 2012 – 60 % Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Syrah e Malbec, (Alcohuaz (Valle Elqui) e Cajón del Maipo (Valle de Maipo)), (93 pontos Descorchados 2015 e 93 pontos na revista Decanter Magazine)
Pedro Parra Pencopolitano 2013 – 49% Carignan, 37% Pais, 9% Carmenère e 4% Cinsault (Valle del Maule, Itata e Cauquenes. Projeto pessoal do renomado “caçador de terroirs”.

Para quem não pode comparecer, apresentaremos essa degustação na unidade Barra da Tijuca da ABS-RJ. Fiquem atentos pois será no dia 18 de Novembro de 2015

Serviço:

Av. Ayrton Senna, 3000 Via Parque Offices, Bl. 2 Sala 210 – CEP 22775-904 – Barra da Tijuca | Telefone (21)2421-9640 (após 13 horas)

R$ 50,00
Para compras no dia da degustação, os vinhos serão vendidos com excelente desconto.
** Associados da categoria profissional com a trimestralidade em dia têm gratuidade na inscrição.

Provamos e aprovamos… Bodegas Verdúguez – Voraz Crianza 2010

Idas e Vinhas

Localizada no Planalto Central da Península
Ibérica
, a região de La Mancha abrange as províncias de Albacete,
Ciudad Real, Cuenca e Toledo. O clima é continental
extremo
, com grandes variações de temperatura (oscilando de -15ºC no
inverno a 45ºC no verão) e pouca precipitação (300 a 400mm). Tais condições,
aliadas a alta taxa de exposição solar (cerca de 3000 horas/ano), favorece o
amadurecimento e a concentração de aromas e açúcares nas uvas.

Idas e Vinhas

Há registros de que La Mancha produz vinhos
desde 1932, o que faz com que ela seja a D.O. mais antiga da Espanha. Foi
oficialmente regulamentada em 1973.
É a mais extensa região espanhola e a maior
região vinícola do mundo, ocupando uma área de 30.700 quilômetros quadrados, o
que representa metade das quatro províncias que a formam (Albacete, Ciudad
Real
, Cuenca e Toledo).
As estatísticas de 2015 afirmam que a
superfície total de vinhedos na região é de 165.206 hectares, há 16.130
viticultores e o cultivo de castas brancas supera às tintas: 117.914 contra
47.040 hectares.
A vinícola
A Bodega Verdúguez é uma empresa familiar que está na quarta geração. Está localizada
na cidade de Villanueva de Alcardete, parte oriental da
província de Toledo na fronteira com a província de Cuenca,
fazendo parte da D.O. La Mancha.
Idas e Vinhas

Em 1994 a vinícola passou por reestruturação
nos vinhedos. Novas mudas de Tempranillo, Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah, Airén,
Macabeo, Sauvignon Blanc, Chardonnay, Verdejo e Moscatel foram plantadas e foi
adotado o cultivo orgânico nos vinhedos de Tempranillo, Airén e Verdejo.
Os vinhedos encontram-se em altitude de 722
metros acima do nível do mar, plantados em solos onde predominam a argila e areia.
Vinho Crianza
O período mínimo de envelhecimento para os vinhos
Crianza tintos é de 24 meses, dos quais pelo menos 6 em barricas de carvalho
com capacidade de 330 litros. Para brancos e rosés o período mínimo de
envelhecimento é 18 meses, sendo ao menos 6 deles em barricas de carvalho de
mesma capacidade.
Vamos ao vinho?
70% Tempranillo e 30% Cabernet Sauvignon. 12
meses em carvalho e 12 meses em garrafa. 13% de álcool.
Cor vermelho rubi evoluindo para granada. Com
aromas bastante intensos e persistentes de ameixa, groselha, mirtilo, e violeta.
De médio corpo em boca, com boa acidez, álcool e taninos equilibrados. Se
destacam os sabores de ameixa madura, café e madeira (na medida certa). Final
de boca muito intenso e persistente, com fundo frutado e levemente tostado.
Nota IV: 88
Importadora: Domínio Cassis
Vendas no Rio de Janeiro: contato@idasevinhas.com.br
Idas e Vinhas

Literatura pesquisada para este post:
La Mancha
Wines
(site oficial da região)

Agenda… Degustação Idas e Vinhas na ABS-RJ, Flamengo – Chile em Destaque

Idas e Vinhas

No próximo dia 25 de Setembro, sexta-feira a partir das 19h30, apresentaremos aos associados da  ABS Rio (na sede Flamengo) 5 vinhos chilenos do portfólio da importadora Domínio Cassis. Somos representantes exclusivos da Domínio Cassis aqui no Rio de Janeiro, e escolhemos para a apresentação vinhos que se destacam tanto pelas críticas positivas quanto por suas peculiaridades.  
Idas e Vinhas



São eles!*



William Fèvre Quino 2012 – 92% Sauvignon Blanc e 8% Riesling, (Valle de
Malleco), (Melhor mescla branca e 93 pontos Descorchados 2015)
El Viejo Almacén de Sauzal Vigno 2012 – 100% Carignan, (D.O. Valle del Maule), sem
adição de sulfitos (92 pontos Descorchados 2015)
Huaso de Sauzal 2013 – 100% País, (D.O. Valle del Maule), sem
adição de sulfitos, (Vinícola revelação do ano e 92 pontos Descorchados 2015)
Andes Plateau 700+ 2012 – 60 % Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc,
Syrah e Malbec, (Alcohuaz (Valle Elqui) e Cajón del Maipo (Valle de Maipo)),
(93 pontos Descorchados 2015 e 93 pontos na revista Decanter Magazine)
Pedro Parra Pencopolitano 2013 – 49% Carignan, 37% Pais, 9% Carmenère e 4%
Cinsault (Valle del Maule, Itata e Cauquenes. Projeto pessoal do renomado “caçador de terroirs”.

Serviço:
Inscrições somente para associados ABS com a trimestralidade em dia, e devem ser feitas diretamente com a Secretaria da ABS.**

Praia do Flamengo, 66 Bloco 2 Sala 311 – CEP 22210-903 – Flamengo
Telefone (21)2285-0497 / 3235-5576 ou 3495-2958
R$ 50,00 – (inscrições abertas).
* Para compras no dia da degustação, os vinhos serão vendidos com excelente desconto.
** Associados da categoria profissional com a trimestralidade em dia têm gratuidade na inscrição.

Provamos e aprovamos… Andes Plateau 700+ 2012

Idas e Vinhas
Felipe Uribe é o enólogo e proprietário da Viña Andes Plateau localizada na Cordilheira dos Andes, no Chile. A
vinícola, fundada em 2014, é muito pequena e possui apenas um vinho no seu portfólio.
Mesmo assim já conseguiu conquistar mercado e vem obtendo altas notas em guias
especializados.

 Idas e Vinhas
Os 3 hectares de vinhedos da propriedade estão
espalhados em platôs a mais de 700 metros acima do nível do mar nas regiões de Alcohuaz,
Elqui
e Cajón del Maipo – de onde vem a maior parte das uvas. O
clima é desértico, com muito pouca chuva durante o ano e sob influência das refrescantes
brisas do Oceano Pacífico e da Cordilheira dos Andes. Há grande amplitude
térmica entre os dias e noites. Esse terroir leva a um lento amadurecimento das
uvas, alta acidez e baixo teor alcoólico aos vinhos.
Embora sua vinícola seja muito nova, Felipe
Uribe exibe um currículo muito consistente. Agrônomo com mestrado em
viticultura e enologia na Universidade Politécnica de Madrid, trabalhou como
enólogo assistente na vinícola Santa Helena, passou pela vinícola
californiana La Crema (Sonoma), Viña de Martino (Chile) e durante
4 anos foi o enólogo chefe da Viña Miravalle (Valle de Cachapoal) onde ainda
é consultor. Também foi o enólogo da Viña William Fèvre (Valle del
Maipo) onde conquistou importantes prêmios (Vinho mais inovador do Chile
2012
– jornal El Mercurio e Vinho Revelação do Ano 2012 – Descorchados).
Vamos ao vinho?
Cabernet Sauvignon (60%), Cabernet Franc, Syrah
e Malbec. Leveduras indígenas foram usadas para a fermentação do mosto. Afinamento
em madeira de terceiro uso. 13,6% de álcool
Cor vermelho rubi. Com aromas bastante intensos
e persistentes de rosas, cassis, ameixa, framboesa, morangos e eucalipto. Em
boca é encorpado. Há perfeito equilíbrio entre acidez, álcool e taninos, os
quais são de excelente qualidade. As frutas vermelhas maduras e a perfeita
acidez fazem você pedir mais uma taça. Final de boca muito intenso e
persistente, com fundo frutado e refrescante.
Nota IV: 91
93 pontos Descorchados 2015
93 pontos na revista Decanter Magazine
Importadora: Domínio Cassis

Idas e Vinhas

Conheça o Andes Plateau Cota 500 2015 aqui.

Provamos e aprovamos… Huaso de Sauzal País 2013

Idas e Vinhas

Renán Cancino é enólogo e sócio dessa vinícola localizada em
Sauzal, no Vale do Maule, Chile. As melhores uvas de País são selecionadas
e compradas dos produtores locais, e na maioria dos casos os parreirais têm
mais de 50 anos.

Já escrevemos sobre a região e o produtor aqui.
A casta
A País é uma antiga variedade da região
espanhola Castilla-La Mancha, e provavelmente descrita pela primeira vez
em 1513 com o nome de Palomina Negra. Quase totalmente eliminada na Espanha
pelo ataque da Phylloxera, teria sido considerada extinta se não fosse a descoberta
recente de que foi trazida ao Novo Mundo pelos conquistadores espanhóis.
No Chile e na Argentina (na
região de Cuyo, onde recebeu o nome de Criolla Chica) a chegada
da País ocorreu em meados do século XVI. É uma casta vigorosa, bastante
produtiva e resistente à seca. A área plantada no Chile fica em torno de 15.000
hectares, ou quase 13% do total da área vitícola. Cultivada principalmente nas
regiões do Valle do Maule e Bío Bío, é utilizada principalmente
para a produção local de vinho rosé. Mas nos últimos anos alguns produtores vêm
investindo em novas técnicas e com isso obtendo interessantes resultados em
vinhos de qualidade a partir da País.
Os vinhos de País são usualmente de coloração
não muito carregada, frescos, com aromas de frutas vermelhas ácidas e taninos
redondos.
Vamos ao vinho?
Huaso de Sauzal País 2013
100% País, 13,5% de álcool. Sem adição de
sulfitos
.
Cor vermelho rubi com reflexos violáceos. Com aromas
intensos e persistentes de uva passa, cassis, ameixa e rosas. De médio corpo e bom
equilíbrio entre acidez, taninos e álcool. Em boca se destacam os sabores de
ameixa, cassis e goji seca, envoltos em excelente acidez e taninos finos. Final
de boca muito intenso e persistente, com fundo frutado e refrescante.
Nota IV: 89
Vinícola revelação do ano e 92 pontos
Descorchados 2015
Importadora: Domínio Cassis
Vendas no Rio de Janeiro: contato@idasevinhas.com.br
Idas e Vinhas

Bibliografia consultada para este post:
Jancis Robinson, Wine Grapes

Provamos e aprovamos… El Viejo Almacén de Sauzal – Vigno 2012

Idas e Vinhas

O Vale do Maule possui a maior extensão de vinhedos e é o
maior e mais antigo centro produtor de vinhos do Chile. Com pouco mais de 31
mil hectares de vinhedos plantados, menos de 1/3 são da casta tinta País,
trazida pelos espanhóis no século XVI, e que tem mostrado potencial para
produzir vinhos de qualidade.

Idas e Vinhas

Os melhores vinhedos de País estão localizados na Cordillera
de la Costa
, onde a irrigação é desnecessária. A outra casta que tem se
adaptado bem na região é a Carignan, embora a área plantada ainda seja
pequena – cerca de 800 hectares. O El Viejo
Almacén de Sauzal – Vigno 2012
, tema
desse post, é 100% Carignan.
As outras castas mais cultivadas são: Cabernet Sauvignon, Malbec, Merlot,
Cabernet Franc e a Carmenère.
O produtor
A El Viejo Almacén de Sauzal é pequena até mesmo para ser
chamada de boutique. Os 4 hectares de vinhedos de Renán Cancino Abarza,
localizados na zona de Sauzal na província de Cauquenes, foram
plantados pela sua família em 1950. A produção diminuta é de cerca de 6.500
garrafas/ano.
 

Idas e Vinhas
Renán Cancino Abarza, vinhedos centenários de Carignan e as Tinajas – Fotos de Enrique Rivera
A região foi duramente castigada durante o terremoto de 2010, ano
de fundação da vinícola, e ainda hoje são poucas as casas que permaneceram em
pé. A de Renán é uma delas.
A condução dos vinhedos é biodinâmica e bastante rústica. Renán não
faz o uso de toda a tecnologia que hoje se tornou indispensável em qualquer
vinícola. A cantina fica em uma casa velha e provisória. Não há tanques de aço
inoxidável, prensas mecânicas ou computadores.
Os vinhos são elaborados em velhas tinajas, de vários tamanhos. O
emprego da madeira é feito com parcimônia e não há adição do conservante SO2
(Dióxido de Enxofre ou Anidrido Sulfuroso).
O projeto nasceu em 27 de Fevereiro de 2010 com o objetivo de
promover o Vale do Maule e a casta Carignan. As vinícolas que fazem parte do
projeto são:
Alcance, Garcia Schwaderer, De Martino, El Viejo Almacén, Garage Wine Co., Gillmore, Lapostolle, Lomas de Cauquenes, Meli, Miguel Torres, Morande, Odfjell, Undurraga, Valdivieso, Viña Roja.
Há uma série de regras rígidas que devem ser seguidas durante a
elaboração dos vinhos. Para entender um pouco mais sobre o projeto acesse o
site oficial aqui.
Vamos ao vinho?
Vigno 2012
100% Carignan, 14,5% de álcool. Sem adição de sulfitos.
Cor vermelho rubi. Com aromas intensos e persistentes de cassis,
cereja, framboesa, groselha e morango, além de baunilha e hortelã. De médio
corpo e perfeito equilíbrio entre acidez taninos e álcool. As frutas vermelhas
e a acidez se destacam. Seu final é muito intenso e persistente, com fundo frutado
e refrescante. Convida a uma segunda taça.
Nota IV: 93
92 pontos no Descorchados 2015
Importadora: Domínio Cassis
Vendas no Rio de Janeiro: contato@idasevinhas.com.br

Idas e Vinhas


Veja mais um vinho deste mesmo produtor:
Huaso de Sauzal País 2013

Provamos e aprovamos… William Fèvre Quino Blanc 2012

Idas e Vinhas
William Fèvre é um renomado produtor francês que se destaca
pelos Premier Cru Chablis, na Borgonha, e o projeto no Chile iniciou-se há 20
anos em sociedade com Victor Pino Torche cuja família vem do ramo de
mineração e agropecuária.

Já escrevemos sobre o produtor aqui.
O Valle de Malleco está localizado no
extremo sul do Chile, o clima é mediterrânico (verões quentes e secos e
invernos frios e chuvosos), com pluviosidade entre 900mm a 1200mm anuais não
havendo necessidade de irrigação. Os solos são vulcânicos com grande quantidade
de argila.
A vitivinicultura nesta região ainda está sendo
descoberta. O maior desafio está em encontrar castas que se adaptem ao curto
período de amadurecimento.
As castas que se destacam são a
Pinot Noir, Chardonnay e Sauvignon Blanc.
William Fèvre é um dos produtores que vem
ganhando notoriedade na região. Provavelmente pelo fato de que, segundo ele,
Malleco apresenta condições climáticas semelhantes às da Borgonha. Dando como
resultado vinhos com alta acidez e baixa graduação alcoólica.
Vamos ao vinho?
Quino Blanc 2012
D.O. Traiguén, Valle de Malleco
92% Sauvignon Blanc e 8% Riesling. Afinamento
em carvalho francês de segundo uso. 12,7% de álcool.
3200 garrafas produzidas.
Cor amarelo ouro com reflexos dourados. Aromas
delicados e persistentes de flores brancas, abacaxi e tangerina, além de
mineralidade marcante e alguma nota defumada. Em boca, tem médio corpo, acidez
fresca e álcool equilibrado. O abacaxi, os aromas cítricos e a mineralidade
sobressaem. Final de muito boa intensidade e persistência, com fundo cítrico e
mineral.
Nota IV: 90
Melhor mescla branca e 93 pontos no Descorchados
2015
Importadora: Domínio Cassis
Vendas no Rio de Janeiro:
contato@idasevinhas.com.br

Idas e Vinhas