Provamos e aprovamos… Yealands Way State – Premium Selection Riesling 2011 e Premium Selection Pinot Noir 2010

Idas e Vinhas



Estávamos em uma
degustação de vinhos no dia 10 de Outubro quando encontramos o amigo Barroso e começamos uma agradável
conversa sobre vinhos que apresentam bom custo benefício. Nada melhor para um
enófilo do que trocar dicas sobre vinhos de boa qualidade e preço justo. Sempre
estamos a procura destas preciosidades, principalmente nas prateleiras dos
supermercados, para que possamos divulgar ao nosso público.

Barroso falou de 2 vinhos que havia provado
recentemente e que valiam a pena experimentar. O produtor é da Nova Zelândia (Yealands)
e está localizado na Ilha Sul do país, em uma das melhores regiões
vitivinícolas (Marlborough). Já escrevemos sobre esta região aqui.
Vamos aos vinhos?
Yealands Way State – Premium Selection Riesling 2011
Cor amarelo palha, com reflexos verdeais. No nariz
apresentou aromas de melão, maçã verde, mel e leve toque mineral. Em boca, as
frutas estão presentes, a acidez é viva e convida a uma nova taça. Embora os
aromas não fossem muito persistentes, em boca nos surpreendeu. Fez bonito ao
acompanhar frutos secos (amêndoas, castanha do Pará e macadâmias), queijo
branco, damascos e tâmaras.
Nossa nota IV: 85
Idas e Vinhas

O rótulo
Vinho: Yealands Way
Riesling Premium Selection
Produtor: Yealands
Casta: Riesling
Safra: 2011
País: Nova Zelândia
Região: Marlborough
Graduação: 11,5%
Yealands Way State – Premium Selection Pinot Noir 2010
Cor vermelho rubi brilhante, com reflexos granada. No
nariz é muito agradável, embora não muito persistente. Destacam-se as frutas
vermelhas – morango, framboesa e cereja. Em boca a sensação foi melhor que no
nariz. De corpo médio, às frutas vermelhas somou-se um leve e agradável aroma
amadeirado. Acidez, taninos e álcool em equilíbrio, com final intenso e
persistente, com um leve amargor que não a chega a atrapalhar.
Nossa nota IV: 87
Idas e Vinhas

O rótulo
Vinho: Yealands Way
Pinot Noir Premium Selection
Produtor: Yealands
Casta: Pinot Noir
Safra; 2010
País: Nova Zelândia
Região: Marlborough/Central Otago
Graduação: 13%

Barroso tinha razão! Os vinhos são muito bons e o preço bastante razoável.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *