Idas e Vinhas na Estrada – 13/12/2012 parte III – Neyen – Valle de Colchagua

Deixamos
a Casa Lapostolle (veja aqui) e seguimos na direção leste, a caminho da Neyen. O caminho é
curto, pois ambas estão muito próximas à cidade de Santa Cruz.



A Vinícola

Neyen
significa “Espírito de Apalta”, reverenciando
os séculos de existência e a alma do seu terroir.
Fundada
em 2002, é a vinícola boutique do grande grupo Veramonte Foi construída no
mesmo local onde no século 19 funcionava uma  antiga vinícolas
chilenas.
Idas e Vinhas
A
localização do vinhedo é bastante peculiar. Embora também dentro da “ferradura”
que inclui a La Postolle, é possível distinguir as diferenças no microclima. O
ar é bem mais seco (em um dado momento lemos 11% de umidade em um sensor externo
à cave) e mais quente. Isso porque a propriedade fica ao pé da montanha,
protegida dos ventos que vêm do Pacífico.
Idas e Vinhas
A visita e o
vinho
Quem nos recebeu foi Gonzalo Silva. As visitas são
privadas, por isso devem ser marcadas com antecedência.
Idas e Vinhas
Primeiro demos uma volta pelo vinhedo constituído por
Carmenère e Cabernet Sauvignon. São 50 ha de solo granítico destinados ao Neyen
e alguns vinhos premium da Veramontes. Logo nos impressionamos com a espessura
dos troncos das videiras. Algumas parcelas datam de 1890! Há também parcelas
mais jovens, mas mesmo assim de idade considerável. Essa característica traz
uma curiosidade: as videiras, de pé franco (ou seja, sem enxerto) não precisam
de irrigação. Suas raízes são tão profundas que alcançam a água do lençol
freático alimentado pela água do degelo dos Andes (as Napas).
Idas e Vinhas
Idas e Vinhas
Idas e Vinhas
A bodega tem estilo contemporâneo, de linhas retas e
revestimento de concreto, harmoniosamente “encaixada” na paisagem. O maquinário
é de alta tecnologia e a operação é por gravidade. Os vinhos fermentam em
tanques de aço por cerca de 30 dias a 28oC, para extração intensa de
cor e taninos.
Idas e Vinhas
A cave ocupa o prédio da antiga bodega de 1890. A
construção foi bastante afetada pelo terremoto de 2010. Ainda é possível ver as
falhas nas paredes. Lá ficam as barricas onde o Neyen envelhece entre 14 e 20
meses antes de ser engarrafado.

Idas e Vinhas
Idas e Vinhas
O principal mercado da Neyen são os Estados Unidos
(cerca de 50%) e a produção é de aproximadamente 180 mil litros/ano. A
estratégia é produzir apenas um rótulo, de extrema qualidade e pouca produção.
80% Carmenère;
20% Cabernet Sauvignon.
De cor rubi
muito escura e brilhante, o Neyen impressiona pelos aromas e pela qualidade dos
taninos. Encorpado, aromas de pimenta do reino, frutas vermelhas, algo de
vegetal e madeira. A madeira aparece na medida certa, pois apenas 70% do vinho
passa em barricas novas. A maciez dos taninos da Carmenère tornam esse vinho
intenso muito agradável de beber.
Idas e Vinhas
Idas e Vinhas
Veja aqui um interessante vídeo sobre a vinícola

Agradecemos ao
Gonzalo a atenciosa recepção!

E assim
terminamos esse dia marcante da nossa maratona, tomando o caminho de volta a
Santiago…..

Acompanhe a nossa maratona abaixo:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *