Provamos e aprovamos o “Craggy Range Pinot Noir 2009 Te Muna Road Vineyard”


Havia
aproximadamente um ano que ele estava repousando em nossa adega até chegar a
oportunidade para degustá-lo. E este dia chegou – domingo 27/10/2012.

Mapa do vinho
Mapa do vinho (Clique para ampliar)
A
Nova Zelândia é um país de clima temperado frio, é formado basicamente por duas
grandes e estreitas ilhas: a Ilha Norte e a Ilha Sul. Com fortes influências
oceânicas, os vinhedos situam-se quase todos na costa oriental dessas duas
ilhas, no Pacífico, para protegê-los dos ventos ocidentais vindos do mar da
Tasmânia. As vinhas são aquecidas pela luz solar do dia e resfriadas à noite
pelas brisas marítimas. A exceção é a região de Central Otago, cujo clima é
continental, de verões quentes e invernos bem frios. A Ilha Sul apresenta, de
forma geral, clima mais frio do que o da Ilha Norte. É também a Nova Zelândia o
país vinícola com os vinhedos mais meridionais (ao Sul) do mundo.
As
três maiores regiões são Marlborough, Hawkes Bay e Gisborne, que de acordo com
dados de 2008 totalizam, 78% da superfície vitícola total do país.
Os
vinhedos da Craggy Range estão localizados na Ilha Norte, em Hawkes Bay. E
também há uma parcela de vinhedos localizados em Martinborough chamados de Te
Muna Road Vineyard.
Rio Ngaruroro
Hawkes
Bay é a segunda região que mais produz uvas na Nova Zelândia, depois de
Marlborough, com 4.899 hectares, respondendo por 17% do total. A zona de
vinhedos espalha-se em volta de Napier, a cidade mais importante da Hawkes Bay
Region, na parte centro-leste da Ilha Norte.
Rio Ngaruroro
Em
1876, grandes enchentes varreram a região de Hawke Bay. Quando elas cessaram, o
rio Ngaruroro mudou o seu curso e um rastro de cascalho foi deixado para trás dando
origem a um belo vale ideal para o cultivo de videiras. Craggy Range possui 100ha
de vinhedos neste vale. 
Craggy Range Winery - Créditos PhillipC
Craggy Range Winery from Te Mata Peak, Hawkes Bay, New Zealand – Créditos PhillipC
Craggy Range Pinot Noir 2009 Te Muna Road Vineyard
Vamos
ao vinho…
Cor
muito bonita, vermelho granada e bastante brilhante. No nariz aromas de frutos
do bosque, morangos e cerejas, algum tempero e especiarias como louro e erva
doce, um pouco de musgo e sous bois. Na boca é estruturado e os aromas de
frutos do bosque foram confirmados. Os taninos e a acidez são agradáveis e o
fim de boca é persistente.
Nossa
nota: 92

WS 91
As
principais características dos vinhos neozelandeses estão na intensidade de
sabores de frutas e a refrescante acidez.
É
um excelente exemplar de Pinot Noir do Novo Mundo porém o seu preço não é nada
convidativo (R$212,00).
Craggy Range

Craggy Range

Craggy Range

Craggy Range

Craggy Range

Craggy Range

Craggy Range
Literaturas pesquisadas para este post:
Os
Segredos do Vinho – José Osvaldo Albano do Amarante
Larousse do Vinho

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *