Vinhos de larga produção

E&J Gallo WineryPara
grande parte dos enófilos degustar um vinho vai muito além de simplesmente
tirar a rolha da garrafa e beber. A diferença já inicia no verbo “degustar”.
Antes do primeiro gole nos interessa saber a história que envolve o vinho
escolhido, quem é o produtor, qual a região, qual o terroir e que experiências
sensoriais nos estão reservadas.

Ao
provar o líquido procuramos os aromas, imaginamos os cuidados com que aquele
vinho foi elaborado, o ritual da colheita manual das uvas (em algumas vinícolas
é motivo de comemoração), a chegada das caixas à cantina, o processo de
vinificação…

Por
outro lado, assistimos a um expressivo aumento do consumo de vinho (o gigantesco
mercado chinês é apenas um exemplo), o que vem resultando no rápido
desenvolvimento de vinícolas que se dedicam à produção em larga escala de
vinhos para consumo rápido e com preços atraentes.
Uma
vinícola que bem representa esse perfil é a gigante americana E & J Gallo Winery, fundada em 1933 (logo após a revogação da Lei Seca) pelos irmãos Ernest
e Julio Gallo em Modesto na Califórnia.
Atualmente
a E & J Gallo Winery produz mais de um bilhão de litros de vinho por ano. Isso
mesmo, um bilhão! Essa proeza faz com que ela seja a maior vinícola do mundo,
maior mesmo que a produção de muitos países.
E&J Gallo Winery
Uma garrafa em cada 4 vendida nos EUA é da Gallo. A vinícola mais parece uma usina petroquímica.
A
E & J Gallo Winery tem vinhedos nas principais regiões produtoras da Califórnia:
Fresno, Sonoma, Napa Valley, Monterey e Central Coast, além de representar e
comercializar dezenas de outras marcas de todo o mundo.
Mesmo
seguindo a linha de produção em larga escala, com alto grau de automação, em
1999 recebeu o prêmio de “Vinícola do Ano” na Feira de Vinhos do Condado de Los
Angeles e em 2000 foi “Melhor produtor Americano de Vinhos” da Competição Internacional
de Vinhos e Destilados sediada em Londres.
O
exemplar que degustamos foi o Dancing Bull Vintage Blend Cabernet Sauvignon2010. As uvas são provenientes de Sonoma e Central Coast, são colhidas mecanicamente
e levadas para a vinificação em containers
refrigerados. A etapa da vinificação também é mecanizada, utilizando vinificadoras
automáticas Vinimatic, que controlam a fermentação, a temperatura interna dos
tanques e fazem toda a trasfega e filtragem sem expor o vinho ao oxigênio.
Feito isso, ele estagia por 3 meses em barricas de carvalho americano.
Dancing Bull Vintage Blend Cabernet Sauvignon 2010
Notas de degustação: cor violácea,
demonstrando sua juventude, não apresentou grande variedade de aromas, sobressaindo
as frutas vermelhas, um pouco de tostado, menta e pimenta do reino, embora com
pouca persistência. Na boca foi equilibrado, com médio corpo e boa acidez. Final
curto mas agradável.
Nossa
nota foi 85
. Um vinho muito bom e com qualidades especiais
Dancing Bull é um vinho que tem o seu lugar em reuniões descontraídas nas quais o vinho
é o acessório e não o assunto principal.
Como
o próprio produtor declara: “É um vinho para ser bebido e não degustado”. Ele
ainda diz: “Não perca tempo cheirando a rolha pois os nossos vinhos são feitos
para serem bebidos agora”.
O
Dancing Bull é produzido nas versões Cabernet Sauvignon, Zinfandel, Merlot,
Sauvignon Blanc e Chardonnay e todos são bem avaliados pela mídia especializada.

No mercado americano
ele tem preço bastante atraente, $12,00. Já no Brasil ele custa R$47,00.

Abaixo um interessante vídeo sobre a vinícola.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *