Notícias da enosfera: Robô viticultor

Wall-e
Wall-e da Pixar
É
impressionante a criatividade dos inventores e a rapidez com que acontecem os
avanços tecnológicos nos mais diversos campos. Algumas vezes, tais avanços
podem agravar algumas crises, principalmente quando envolvem a
substituição de mão-de-obra.

Pois não
é que vem da França a mais recente novidade enotecnológica? Justo no país que
defende com unhas e dentes os métodos mais tradicionais da vitivinicultura e
vem enfrentando altas taxas de desemprego, o inventor Cristophe Millot criou um
robô – Walle-Ye – movido à energia solar, para ajudar na produção vitivinicola.
O brinquedo de luxo está em fase de testes em vinhedos na França até que seja
concedido o registro de patente. A semelhança com  nome do robô do filme Wall-E será mera
coincidência ou falta de imaginação? Atenção Estúdios Pixar!!
O
inventor Millot disse que a ideia para o Wall-Ye surgiu em 2009 enquanto
visitava o vinhedo de Ardèche, da Maison Louis Latour. O diretor estava
frustrado de não ter mão de obra para lidar com as vinhas. 
O robô
possui 50,8 cm de altura e 61 cm de largura e poda 600 vinhas por dia, além de
remover insetos e brotos desnecessários. Trabalha em temperaturas entre -40 e
85oC e funciona com um GPS para não ultrapassar os limites do
vinhedo.
Se a moda
pega, as famílias que trabalham nos campos enfrentarão dificuldades.
O que
vocês acham da substituição de mão-de-obra humana por robôs? Comentem aqui no
‘Idas e vinhas…’
Encontramos
um vídeo da engenhoca no Youtube (confiram!), e ela nos pareceu um tanto
desajeitada…..
Fonte
consultada para esse post:
Site
da Revista Adega. 13 de abril de 2012.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *